After party? O que fica do Web Summit – Jornal de Negócios

After party? O que fica do Web Summit – Jornal de Negócios

22/11/2016 Artigos Notícias 0

jn-22-11-2016

Uma semana e meia depois, o tempo é de contactos. Nove das dezenas de start-ups nacionais fazem um balanço positivo do evento, de onde saíram com o sentido de dever cumprido.

Os dias de azáfama en­tre pavilhões da FIL já ficaram para trás. O Web Summit já terminou, mas o tra­balho continua. O Negócios falou com nove start-ups que estiveram no evento para perceber o que ficou do certame. E uma coisa parece cer­ta: trouxeram nos bolsos muitos contactos.

BuyinPortugal – Visibilidade e contactos
A BuyinPortugal é uma plataforma que pretende ajudar as pequenas empresas nacionais a exportarem – uma espécie de Alibaba. A start-up esteve no Web Summit não para captar investimento, mas para conseguir “visibilidade e contactos internacionais que nos ajudem a ser conhecidos no estrangeiro”. Ricardo Wallis aponta ainda que teve “bastantes contactos interessantes, vários empresários propuseram-nos fazer o mesmo negócio que temos nos seus países, mas estamos ainda a negociar as parcerias”.

ler artigo completo

 

 

 

 

para continuar a ver este site, deve concordar em aceitar cookies. mais informação

As definições de cookies neste site são definidas como "permitir cookies" para lhe dar a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookie ou cliquar em "Aceitar" em baixo, você concorda com isso. The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

fechar